abril 16, 2008

A Condição do Homem Diante de Deus




A primeira condição do homem diante de Deus é que ele pecou e é pecaminoso (Romanos 3:23, 10-12;5:12). A pecaminosidade do homem diante de Deus possui dois aspectos: posicional e experiencial. Posicionalmente falando, por serem os homens descendentes de Adão – que era o cabeça da raça humana e representava toda a humanidade - , quando este pecou, aqueles foram introduzidos numa posição pecaminosa diante de Deus. Além disso, porque adão foi o antepassado da humanidade de quem veio toda raça humana (Atos 17:26ª), ele não só representou mas incluiu toda a raça humana quando pecou. Portanto, quando ele pecou, todos pecaram juntamente com ele. Pecando ele, todos os seus descendentes pecaram nele (Hebreus 7:9-10).
Os homens são pecaminosos diante de Deus também do ponto de vista da experiência. Quem nunca pecou? Quem tem as mãos limpas e o coração puro e não tem experiência de pecado? Ninguém pode deixar de mentir, roubar, cobiçar e pensar em coisas impuras. Por estarem numa posição pecaminosa, os homens caem em experiências pecaminosas. Por isso, quer em posição, quer em experiência, o homem é pecaminoso.
Porquanto os homens pecaram, estão sob o julgamento de Deus (Romanos 3:19). Deus é justo, e Ele é Aquele que estabeleceu a lei; mas os homens são pecaminosos e cometem pecados. Hoje os homens não só estão sob o julgamento de Deus, mas já foram condenados diante Dele (João 3:18). Quer o saiba quer não, os homens já foram condenados diante de Deus.
O fruto do pecado é a morte (Tiago 1:15; Romanos 6:23ª). Porquanto pecaram, segundo a lei da justiça de Deus, aos homens está reservado morrer uma vez (Hebreus 9:27ª). O que está posto diante dos pecadores impenitentes hoje é simplesmente a morte. Se as pessoas não querem se arrepender, eles não tem alternativa algum senão esperara pela morte, debaixo da ir de Deus. Quando a morte sobrevém aos homens, isso é o estouro da ir de Deus sobre eles.
De acordo com o que Deus reservou para os homens, todos tem de morrer uma vez e, depois disso enfrentara o juízo (Hebreus 9:27; Apocalipse 20:11-13). Depois de sofrerem o juízo final de Deus, os homens a penalidade do fogo eterno e perecerão no lago de fogo pela eternidade (Apocalipse 20:15; 21:8), onde não lhes morre o verme, nem o fogo se apaga (Marcos 9:48).
Diante de um quadro tão negro como esse, nós, que cremos em Cristo Jesus, não devemos parar de dar louvores a Ele. Imaginar que diante de Deus estávamos em uma condição tão deplorável e saber que agora somos livres e podemos ter comunhão com Ele, é muita misericórdia. Diante disso tudo não podemos ficar com os braços cruzados, devemos a todo o instante pregar o evangelho para que, como nós, mais pessoas possam receber de Deus Sua tão grande salvação.
Extraído do Jornal Árvore da vida N° 179
 
Blogger Templates