setembro 15, 2009

"Sine Cera"

A palavra sincera e seus derivados tem uma curiosa origem. Na Roma antiga, tempo de images grandes obras de arte, os escultores, para encobrir defeitos em suas obras de mármore, cobriam as falhas com cera. No entanto, muitas vezes a cera derretia e o defeito aparecia. Por esse motivo, os artistas que desejavam mostrar o valor de suas obras indicavam-nas como sendo "sine cera", sem cera, o que garantia o talento do autor e o valor da obra.
Boa figura para ilustrar nosso relacionamento com Deus! Ao nos aproximarmos de Deus precisamos ser "sine cera", sem qualquer dissimulação ou reparo artificial. O Senhor é fogo consumidor e, mais cedo ou mais tarde, tudo o que em nós é falso será por Ele destruido. Precisamos ser sinceros com Deus, abrindo-Lhe nosso coração, sendo, diante Dele, quem realmente somos. Dessa maneira Deus terá caminho em nós e poderá transformar-nos, passo a passo, em cristãos sinceros, com testemunho irrepreensivel diante de Deus e dos homens.


(do livro "Em Tudo Uma Lição - Base da Vitória")

 
Blogger Templates