dezembro 17, 2009

O Senhor nos escolheu...

    vasooleiro Deus prometeu um filho a Abraão, porém Abraão não esperou em Deus por seu filho; ele se uniu a uma concubina e gerou dela um filho - Ismael. Depois que ele gerou Ismael, houve um periodo de treze anos no qual Deus não falou com ele (Gn 16:16;17:1). Embora tivesse gerado um filho, ele perdeu treze anos. Essa é a experiência de muitos cristãos. Sempre que agimos de acordo com a carne, Deus nos coloca de lado e nos permite comer o fruto de nossa carne. Aos olhos de Deus tal periodo é uma perda total.
     Depois que Abraão gerou Ismael, durante o longo periodo de treze anos, não houve paz na sua familia. Contudo, a Biblia não nos mostra que Abraão tenha tido qualquer arrependimento. Pelo contrario, ele valorizava muito Ismael. Podemos ver isso em suas palavras ao Senhor: "Oxalá viva Ismael diante de Ti" (17-18). Embora o capítulo 15 nos diga que ele creu, parece que não houve muita busca da parte dele. Dia após dia ele ainda tinha satisfação em Ismael. De acordo com nosso conceito, se um homem tem andado de acordo com a carne por treze anos e ainda não sente culpa, não deve haver muita esperança para ele. Mas devemos lembrar-nos de que Abraão foi chamado por Deus. Deus tinha um propósito em Abraão, o qual Ele deveria cumprir; Deus não poderia desistir dele. Embora Abraão tenha retrocedido por treze anos e embora Deus não tenha falado com ele por todo esse tempo, Ele estava trabalhando todo o tempo. Deus não desiste daqueles que Ele escolheu. Se quer ganhar uma pessoa, tal pessoa não pode escapar de Sua mão. Apesar de Abraão ter fracassado, Deus ainda veio e procurou por ele. Temos de perceber que nenhuma busca carnal, esforço, aflição ou inquietação nos levará adiante. Devemos aprender a nos entregar nas mãos do Todo-Poderoso. Ele nos conduzirá como achar conveniente.
                   (extraído do livro "O Deus de Abraão, Isaque e Jacó" –Watchman Nee - Editora Árvore da Vida) 
- Ele que nos escolheu e nos separou no ventre de nossa mãe, no Seu tempo nos chamou e a Palavra diz que nunca nos abandonará. Amém! Aba, Pai!

 
Blogger Templates